Estresse e pele: 5 doenças que a exaustão pode causar

/
/

A gente sabe bem que o estresse é a base de várias doenças. Mas você sabe a relação entre estresse e pele? É comum ouvirmos que a exaustão pode trazer crises de ansiedade, depressão, enxaqueca, insônia e até infarto, mas esquecemos que nossa derme também sofre.

A dermatologista Nádia Bavoso explica que não se pode esquecer que a pele é o maior órgão do corpo humano. “Assim como o intestino, está intrinsecamente conectada ao sistema nervoso central e,  por isso, sempre sofre quando estamos desequilibrados. Algumas doenças já são preexistentes e desencadeiam com o stress crônico. Outras, são potencializadas”. 

Ela adiciona que como estamos vivendo um momento de estresse coletivo pela pandemia do coronavírus, é importante ficar mais atento às mudanças na pele. “Percebeu alguma alteração, converse com um Dermatologista para controlar a doença e evitar ter mais um fator de estresse”, completa.

Doenças que a relação entre estresse e pele podem causar

Urticária: É uma irritação cutânea que pode acontecer em qualquer parte do corpo. “Geralmente, já é preexistente e o stress potencializa. Quando dura menos que 6 semanas e não deixa cicatrizes, é uma forma mais leve da doença. Quando persiste por mais tempo, pode se tornar crônica”. 

Dermatite Atópica: É uma inflamação que causa muita coceira, manchas vermelhas e podem descamar a pele. “Pode estar relacionada a outras doenças como, bronquite e rinite, mas o stress emocional é um gatilho importante para a doença”.

Dermatite seborreica: A relação entre estresse e pele também podem causar a caspa, a dermatite seborreica também pode acometer outros locais do corpo, além do couro cabeludo (mais comum), como as laterais do nariz e sobrancelhas. “Ademais, ela provoca coceiras e vermelhidão no local, formando casquinhas. Isso acontece porque o stress altera a composição do sebo produzido por nossas glândulas e essa qualidade deficiente pode irritar a pele, levando à descamação.” 

Psoríase: É uma doença inflamatória crônica. “Na maioria dos casos, tem fator genético, mas é agravada com o stress. Sua característica principal são placas vermelhas e descamativas secas na região do couro cabeludo, joelhos e cotovelos”. 

Vitiligo: Em conclusão, outra doença de fundo genético e que pode vir à tona quando a pessoa está passando por momentos de estresse crônico. “A doença ataca a produção de melanina, causando manchas brancas em diversas regiões. As áreas mais acometidas são as mãos, face e região genital”. 

Leia também: Efeito rebote: o que fazer quando a pele reage mal ao produto?

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest

1 Comments

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views :