Pouco sexo e falta de romance são os principais motivos de discussão entre os casais brasileiros

/
/

Uma pesquisa feita pelo Instituto do Casal analisou os principais motivos que levam os casais brasileiros a brigarem. Por aqui, as pessoas gostariam de ter uma vida sexual mais frequente, mais romance, bem como sincronia no desejo sexual, preliminares e relações mais longas. Ademais, pouco sexo e falta de romance são os principais motivos de discussão entre os casais.

Para 40% dos entrevistados na pesquisa, o primeiro motivo para uma DR é a pouca frequência sexual. Depois, para 38%, a falta de romance pode interferir na libido, seguida de falta de sincronia na vontade de transar (37%), falta de preliminares (21%) e relações muito rápidas (14%).

Porque os casais convivem com pouco sexo e falta de romance?

A psicóloga especializada em sexualidade e colaboradora da plataforma Sexo sem Dúvida, Jéssica Siqueira, explica que o sexo é fundamental em um relacionamento. “O que difere uma relação amorosa de casal das outras relações é a intimidade sexual. Muitos casais expressam seu companheirismo, sua intimidade, suas paixões por meio das relações sexuais e tudo isso gera conexão”.

Segundo a especialista, o casal que tem uma frequência sexual com qualidade, tende a levar a vida mais leve, com menos geração de problemas e menos DR’s. “Um bom sexo não é tudo em um relacionamento, mas define boa parte dele. Em uma relação é preciso que tudo esteja em equilíbrio, principalmente o diálogo”.

Ela explica que, conforme o casal vai se envolvendo e se tornando mais íntimo, a conquista pela pessoa apaixonada deixa de ser necessária e ambos voltam a priorizar a rotina: trabalho, estudos, cuidado dos filhos, etc. “À medida que outros valores entram na vida do casal, o sexo fica para um segundo ou terceiro plano e isto pode gerar um grande problema. O nascimento dos filhos também influência nas relações sexuais, muitos casais entram em crise quando isso acontece, deixam de ser um casal para ser pais o que interfere diretamente no desejo sexual”.

O papel do sexo e do romance na relação

Jéssica acrescenta que o romance é demonstração de carinho, admiração e afeto. “Não se sentir desejado ou desejada pode interferir diretamente na vida sexual do casal. Entende-se por romance: gestos simples como um abraço, um cafuné, um elogio e/ou uma surpresa”.

Ela conta que alguns casais perdem o romantismo por ficarem presos a ideia de que ele deve ser algo extraordinário e grandioso. “Romantismo é algo simples também. Alguns casais perdem muito na relação por deixar de realizar esses gestos simples que alimentam e fortalece o casal”.

Para manter o romantismo, o segredo é o diálogo. “Por meio do diálogo ambos podem expor o que gostam, o que os fazem feliz e o que os desagrada, por exemplo. Outra forma de manter esse romantismo é sempre ter um tempo de qualidade do casal, um jantar ou um filme, por exemplo, algo que ambos façam juntos e gostem para assim gerar mais intimidade. Talvez fazer algo novo, uma viagem”.

Em relação a vida sexual, o segredo é a dedicação para a construção da intimidade, parando um tempo para falar sobre sexo. “Muitos casais falham por não conversarem sobre sexo imaginando que sexo é só o que acontece na cama. Sexo começa inclusive fora da cama, no dia a dia”.

O casal deve buscar ter mais momentos juntos, sejam espontâneos não marquem na agenda um dia e horário certo para ter relação sexual, deixe o desejo sexual fluir. “Usem a imaginação, fantasiem, seja quem você quiser ser na cama, e o mais importante não espere a inciativa do outro, se sentiu vontade porque não você próprio(a) ir à procura?”.

Leia também: Existe amizade entre homem e mulher?

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar