Entenda como a música pode melhorar o nosso astral

/
/

O brasileiro é apaixonado por música e ela pode melhorar nosso astral. Prova disso é que uma pesquisa do Tic Domicílios que mostrou que 29% da população escuta músicas diariamente pela internet. Os dados ainda apontam que 55% dos jovens de 16 a 24 anos têm o hábito de ouvir músicas todos os dias. A prática vai muito além de um simples entretenimento.

A música melhora o nosso astral pois trazbenefícios para nossa saúde física, emocional e mental. E foi sobre isso que o Mulher Conectada conversou com o comunicólogo e especialista em felicidade e bem estar, Rodrigo de Aquino.

Ele explica que há inúmeros estudos que comprovam a influência na música no nosso dia a dia. “Ela tem um impacto emocional e mental das pessoas, diminuindo o estresse, ansiedade, auxiliando na depressão e serve também de apoio na hora da prática de atividade física, de meditação contribuindo também com a nossa saúde física. A música também ajuda o ser humano a ter relacionamentos mais nutritivos, auxilia no sono e etc. Ela mexe em partes primitivas do nosso cérebro e com nossa parte emocional mais profunda”.

Como a música interfere no nosso astral?

O especialista adiciona que a música pode interferir positiva e negativamente no nosso astral. “Por sobrevivência, o cérebro humano está sempre programado a pensar coisas negativas. Ele está sempre atento àquilo que gera medo. O que acontece é que precisamos de muito mais emoções positivas para dissolver o impacto das negativas no nosso sistema emocional, mental e inclusive no nosso corpo físico. Então quanto mais consumirmos músicas que falam sobre emoções positivas, mais benefícios vamos ter no nível físico, emocional e mental”.

Aquino a felicidade e o bem-estar são critérios subjetivos, por isso, cada pessoa vai encontrar o melhor jeito de usar a música a seu favor. “Tem gente que gosta de trabalhar ouvindo música ou de praticar atividade física. Tudo isso tem muito mais a ver com o indivíduo, com aquilo que ele tem como significado de algo importante, algo energizante. Para usar a música a seu favor, o primeiro é se identificar: saber aquilo que faz mais sentido”.

Bem estar e música

Pensando no bem-estar oferecido pela música, ele criou a playlist MPB – Música Positiva Brasileira. Trata-se de uma seleção de todos os estilos. “Tem axé, forró, música religiosa, funk – todas as músicas que falam de emoções positivas acabam entrando ali. Todas as que falam de fé, esperança, otimismo, gratidão, amizade. Elas fazem parte de uma seleção de emoções e de valores que a ciência da felicidade acredita que é importante termos no mundo para ele ser um lugar mais feliz”.

A partir do momento que a pessoa escolhe ouvir aquela playlist de músicas positivas brasileiras ela já está na intenção de melhorar o seu estado interior ou seu estado de bem-estar o que, segundo o especialista, é o primeiro passo. “Quando ela começa a ouvir e selecionar as músicas que quer ouvir também já tem uma outra curadoria dentro daquela playlist que faz com que ela se estimule a pensar em emoções positivas, faz com que ela preste atenção naquilo que está ouvindo e o estado de presença é fundamental nos dias de hoje”.

Por fim, osso cérebro acaba se fixando em ouvir as coisas que não deveríamos prestar atenção. Então, a playlist passa a ser um grande exercício para aprendermos a ouvir o belo da vida. “Não negamos a existência das dores, tanto que tem músicas lá que falam sobre isso, mas uma dor que passou ou que falam sobre as dificuldades, mas que mesmo assim a pessoa não vai desistir, vai perseverar. Então, é colocar a vida em uma perspectiva de que vale a pena e que se fizermos um pouco a cada dia vamos aumentando nosso índice de felicidade. É uma playlist que mostra que é possível ser mais feliz”.

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar