O medo de paquerar depois da pandemia tem nome: F.O.D.A

/
/

Flertar tem sido uma tarefa quase impossível em tempos de pandemia. Com o contato limitado, algumas bocas por aí estão criando verdadeiras teias de aranha. Mas, engana-se quem pensa que as pessoas podem sair paquerando por aí, pelo contrário, algumas pessoas poderão sofrer de F.O.D.A, sigla para “Fear of Dating Again”, na tradução, “medo de paquerar novamente”.

A psicóloga e colaboradora da Plataforma Sexo sem Dúvida, Priscila Junqueira, explica que, em uma pesquisa realizada pelo Poder Data, 68% das mulheres e 55% dos homens evitaram ter encontros para manter o isolamento social. “Então, percebe-se uma falta de contato físico que muitas vezes prejudica o início das relações”.

Por outro lado, temos pesquisas trazendo a informação da diminuição nas IST’s. “O que é bom, mas essa falta de contato pode dificultar o envolvimento. Nos meus atendimentos notei o aumento de sintomas ansiosos e depressivos, outras pessoas tendo um reencontro com sua subjetividade, pois muitos ficavam só focados no mundo externo”. 

Ela adiciona que o contato físico é importante para o começo de um possível relacionamento. “Ele traz o gosto do beijo, o cheiro e ajuda a despertar sensações que o mundo virtual não permite. Ademais, no online, é preciso empenho. Trocar mensagens de textos e até fazer chamadas virtuais para que a intimidade comece”. 

Medo de paquerar depois da pandemia

Priscila explica que muitas pessoas ainda tem medo de se contaminarem pelo novo coronavirus, mesmo com a vacinação iniciada. “Há uma ansiedade de como tudo será. Afinal, as relações precisaram ser ressignificadas”.

É importante perceber os sinais desse medo. “Geralmente é uma sensação que traz sinais. A ansiedade é uma delas. Além disso, ficar preocupado com o encontro, evitá-lo, se sentir perdido não sabendo o que fazer e como se relacionar são indícios desse medo de paquerar novamente”. 

Para driblar o medo de paquerar é importante, segundo a especialista, refletir o significado da pandemia em nossas vidas e na vida das pessoas com quem queremos começar uma relação. “Alinhar as expectativas quanto ao que é possível no momento para você e o que fazia antes para paquerar é essencial”.

Por fim, ela explica que muitas situações mudaram e é importante esse alinhamento. “Busque uma ajuda profissional caso não consiga se sentir seguro para dar o primeiro passo. Com essa ajuda o casal poderá, juntos, dar outro sentido para as relações pós-pandemia”. 

Leia também: Meu crush demora a responder: isso significa desinteresse?

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views :