A meditação traz inúmeros benefícios para o nosso dia a dia. A prática conduz a mente a um estado de calma e relaxamento através da postura e do foco que auxiliam a atingir a tranquilidade e paz interior. Com o tempo, o estresse é reduzido, assim como a ansiedade e insônia. A modalidade ainda ajuda a produtividade da pessoa. A terapeuta holística Daniela Mata Machado, explicou um pouco sobre a técnica.

A especialista conta que a meditação auxilia com que a pessoa solte as identidades que vai criando ao longo da vida. “‘Eu sou uma profissão’, ‘Sou uma mãe’, ‘Sou a esposa de alguém’. Na meditação, a gente só com a energia que nos move, que é a única coisa estável e permanente dentro de nós. A técnica nos conecta com o que somos”.

A meditação é importante pois ajuda no equilíbrio da pessoa. “Isso é essencial para as ações que teremos no dia a dia, onde precisamos sustentar nossas identidades para desempenhar nossas tarefas. A técnica permite, diante de uma situação em que não controlo, perceber que mesmo não tendo domínio sobre aquilo, está tudo bem”.

Ela adiciona que, durante a meditação, a pessoa irá observar os pensamentos que vem e que vão. “Não tem como parar de pensar, portanto nós passamos a analisar o fluxo dessas reflexões, sem persegui-la, tentar controlá-la ou deixar que eles alterem nossa energia e emoção. E aí com o tempo você olha para uma situação difícil e incontrolável e percebe que não precisa se alterar ou deixar sua energia se desestabilizar”.

Daniela vê o fato de estarmos em contato com nós mesmos como o principal benefício da prática. “Vamos dando conta de quem somos de verdade, criando equilíbrio e percebendo que não é preciso ter raiva ou pânico mediante as situações. Mas que podemos fazer o que é preciso sem se alterar. Além disso, a meditação reduz a ansiedade, melhora a saúde física em geral e faz com que a pessoa tende a cuidar melhor da alimentação”.

A terapeuta acrescenta que a pessoa não deve ter a ideia de que não pode pensar em nada ao meditar. “Não é assim que acontece. Quando você pratica há algum tempo, os pensamentos vão ficando menos frequentes, mas meditar não é não pensar em nada.  Quando a gente se senta para meditar, eles virão em turbilhão. Para isso, vamos olhar para essas reflexões da mente e perceber que passa, a gente apenas não se fixa a eles”.

Ela dá dicas de como introduzir a prática no dia a dia. “Atualmente, há no YouTube muitas meditações guiadas. A pessoa deve procurar exatamente a que faça sentido para ela. Meditar pela manhã pode ser muito bom, pois a pessoa começa o dia de forma diferente. Outra dica é que a pessoa fique atenta para não machucar o corpo praticando as posições da meditação. Ela pode ir aprimorando essa parte aos poucos”.

Para iniciar, ela indica a meditação respiratória. “A pessoa pode colocar um timer de 5 minutos a princípio. Essa técnica é simplesmente se colocar em posição de meditação e prestar atenção ao fluxo da respiração. Não é preciso alterar a respiração, respirar fundo ou algo assim, mas apenas prestar atenção no ar que entra e sai pelo nariz”, explica a terapeuta que também indica o uso de aplicativos específicos da modalidade para o auxílio da prática.