Caracterizada pelo uso de óleos vegetais que nutre, hidrata e fortalece os fios, a umectação capilar é ideal para quando os fios estão muito ressecados, opacos, com pontas duplas e frizz e a hidratação, sozinha, não está dando conta de recuperá-los. A técnica pode fazer parte do cronograma capilar e pode ser feita em qualquer tipo de fio, seja liso, ondulado, cacheado, crespo ou em transição.

Os benefícios da umectação são muitos. Ela ajuda a devolver os óleos naturais do fio, contribuindo para a saúde das nossas madeixas. Além disso, vai diminuir a porosidade e o frizz do cabelo; dar brilho e maciez; controla o atrito entre os fios; reduz a queda; repõe os nutrientes; fortalece o fio e ainda contribui para o crescimento saudável deles.

Para fazer a umectação, é preciso um óleo 100% vegetal, você pode optar por: óleo de rícino: que é super baratinho e muito potente, além de ter vitamina E; óleo de coco: deixa o cabelo sedoso e macio, rico em vitamina K e E; óleo de argan: é antioxidante e tem vitaminas A e D; óleo de manga: é leve, rico em vitamina B e A; óleo de girassol: é o mais indicado para quem deseja ficar livre do frizz capilar; óleo de oliva: o azeite ajuda a combater o envelhecimento precoce das células capilares.

A umectação capilar pode ser feita durante o dia. Basta escolher seu óleo, separar o cabelo em mechas, enluva-las com o óleo e depois massagear o couro cabeludo para ativar a circulação sanguínea. Após isso, envolva o cabelo com um tecido ou touca e deixe o produto agir por 30 minutos. Para tirar, basta escolher um shampoo de sua preferência e lavar. Não existe uma quantidade certa a ser aplicada, isso varia de acordo com o tamanho do cabelo. 

O processo também pode ser feito a noite. Basta separar o cabelo em mechas, enluva-las com o óleo e em seguida tirar o excesso dele com o auxílio de uma toalha. O ideal é ir apertando as mechas para o excesso sair e nunca fazer movimento vai e vem. Coloque uma touca – a de cetim é ideal – para não sujar a fronha e, no outro dia, lave o cabelo normalmente com água fria ou morna.

Importante: O óleo não deve ficar mais do que o indicado nos fios, pois causa efeito rebote. Por isso, retirá-lo corretamente é ideal. Use um shampoo que atenda as necessidades do seu fio, se preferir, pode diluí-lo na água e ir aplicando aos poucos. Os movimentos na hora da lavagem devem ser lentos, nunca use as unhas. Para finalizar, use um pouco de condicionador para selar as cutículas capilares.

Um outro método – o meu preferido – para retirar o óleo é o U.C.P.E. Que não usa shampoo. Nele, você vai Umectar o cabelo, depois Condicionar enluvando cada mecha com o condicionador, sem pressa, dar uma Pausa de 20 a 30 minutos para o produto fixar bem e, por fim, Enxaguar mecha por mecha certificando-se que o óleo saiu corretamente dos fios.

A umectação pode ser feita de 10 em 10 dias para quem tiver os fios lisos ou ondulados, no caso das cacheadas e crespas, o indicado é que se faça uma vez por semana. Dentro do cronograma capilar, ela pode entrar no lugar da nutrição, pois ambas tem como objetivo devolver o óleo que são responsáveis pelos nutrientes dos fios. 

  1. Adriana Leandro jan 28, 2020

    Umectação sempre deixa o meu cabelo mais bonito e macio.
    Adoro fazer esse processo nos fios.
    Bjus!

    galerafashion.com

    • natalia jan 30, 2020

      também gosto bastante!