4 dicas para revendedoras de semijoias

/
/

Já contei para vocês que revender semijoias pode ser uma ótima oportunidade de abrir um negócio próprio. Afinal, que mulher não gosta de ter um mix de acessórios para chamar de seu? Por isso, a revenda de semijoias se torna um empreendimento lucrativo e promissor. Convidei a Camila Marcatte, sócia da Laab Acessórios, marca mineira de revenda de semijoias, para dar dicas a revendedoras de semijoias

Não é preciso muito para começar

Camila explica que as revendedoras de semijoias não precisam ter nada além de boa vontade para vender. “Ela pode começar a vender dentro do seu ciclo social, ou seja, seus familiares e amigos. A partir daí, ela pode expandir para o online, como instagram, whatsapp e até mesmo um site. Mas de um modo geral, não é preciso uma grande estrutura para começar”.

Revendedoras de semijoias são uma vitrine

É isso mesmo. Quer convencer alguém a usar o produto que você vende? É simples: use primeiro. “As revendedoras de semijoias precisam validar aquilo que vendem. Uma forma de mostrar que aquele produto é bonito e desejável, é usando. Quando ela monta uma composição bacana de acessórios, o consumidor se identifica com aquilo e cria um interesse muito maior do que criaria se a peça estivesse no mostruário”.

Abuse das redes sociais

As mídias digitais são hoje uma ótima alternativa para quem deseja começar um negócio sem gastar muito. “Na Laab a gente disponibiliza um banco de imagens. Com esse acervo as revendedoras podem utilizar as fotos como desejar. Mas algumas criam sua marca própria e produzem sua própria foto, o que também é ótimo”.

A dica que Camila dá é a de ter um bom conteúdo. “A pessoa pode tirar foto criando um cenário. Ou podem tirar uma selfie onde elas mesmas usam as semijoias. Uma boa ideia é chamar as amigas para serem modelo. E aí ela deve usar o instagram, whatsapp e até o facebook para mostrar aquele produto”.

Tenha coragem

Camila reforça que é muito importante ter coragem para começar um negócio próprio. “É preciso tranquilidade mas sem perder a força de vontade. A pessoa não pode por na cabeça que não vai vender, mas correr atrás para conseguir suas vendas”.

Para isso, ter engajamento nas vendas é importante. “Ter técnica para vender, criar um mix comercial adequado a seus clientes também. Na Laab nós ajudamos as revendedoras de semijoias a montar seu estoque. Por fim, ter sempre uma peça consigo para mostrar as pessoas, deixá-las saber que você vende semijoias. São peças consideradas objeto de desejo, vendem por si só”

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar