Descamação da pele: porque acontece e como evitar?

/
/

Bastante comum no frio, a descamação da pele pode acontecer por inúmeros motivos. Alguns cuidados específicos com a derme devem ser tomados para evitar o problema. Mas é preciso atenção: as vezes a descamação pode indicar algum problema de saúde. Para falar sobre o tema, o Mulher Conectada bateu um papo com a dermatologista Michelle Diniz.

Ela explica que, de um modo geral, a descamação da pele não é comum. “A derme se renova constantemente. As células da pele se proliferam e formam uma camada córnea, que é a mais superficial. Mas esse processo não é visível. Quando é possível enxergar a descamação, realmente pode estar acontecendo algo anormal”.

A especialista adiciona que o mais comum é o ressecamento da pele. “Quando ela não está adequadamente hidratada a gente pode visualizar a descamação. Em temperaturas mais frias e tempo mais seco, isso é bastante comum. Além disso, o uso de cosméticos abrasivos, como o esfoliante também contribui”.

Michelle ainda explica que a descamação da pele pode acontecer em alguns tratamentos. “Como o peeling ou outros tratamentos para mancha. Mas vai ser algo controlado, feito e orientado por um dermatologista”.

Ela acrescenta que algumas doenças podem trazer a descamação da pele. “Uma muito comum, que a pele da sobrancelha e couro cabeludo, é uma doença chamada dermatite seborreica. Em outras doenças como a psoríase, dermatite atópica, a gente também observa essa descamação. Outras como alteração da tireoide também vão oferecer uma descamação”.

Cuidados para evitar a descamação da pele

A dermatologista explica que alguns cuidados devem ser tomados para evitar a descamação da pele. “O mais importante é manter a derme hidratada. Essa hidratação deve ser feita imediatamente após o banho, pois quando a pele está levemente úmida, ela absorve melhor os cremes. É importante não esquecer que a hidratação também vem de dentro para fora, por isso, devemos beber água”.

Ademais, ela acrescenta que é importante evitar banhos quentes, bem como buchas vegetais. “A pessoa deve evitar esfoliar a pele. E procurar um dermatologista para se certificar de que não existe nenhuma doença provocando a descamação. Para tanto, é o dermato que irá indicar os melhores produtos – hidratante, sabonete e etc -, para a pele após a consulta”, conclui.

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar
Ad Clicks : Ad Views :