Cravos: o guia definitivo de como se livrar de vez deles

/
/

A acne é a inimiga de muitas mulheres. Muitas vezes, ela é proveniente dos cravos, que podem ser considerados a fase inicial das espinha. Quando não removidos corretamente, acabam levando a um quadro acneio. Você sabe como cortar o problema pela raiz? O Mulher Conectada bateu um papo com a médica especialista em dermatologia, Ana Lívia Bagatini que fez um verdadeiro guia de como se livrar desses pontinhos pretos.

Primeiramente ela explica que os cravos são os que os dermatologistas chamam de “comedão”. “Trata-se de pontinhos, que podem ser brancos ou pretos, e que aparecem nas áreas de maior oleosidade do rosto (área T). Eles ocorrem devido às mudanças na produção do sebo das células da pele, o que leva à obstrução dos poros”.

A especialista acrescenta que as peles que mais apresentam os cravos são as mistas e oleosas. “Nem todo cravo vira espinha, porém, ele é a fase inicial do quadro de acne. Se inflamar, tiver colonização de bactéria, logo, irá se tornar um quadro de acne”.

O que causa os cravos?

Fatores hormonais, predisposições genéticas, produtos de beleza, medicamentos e o período menstrual também podem interferir na produção de óleo pela pele. Por isso, em várias ocasiões, a skincare utilizada para se livrar de espinhas pode não se livrar dos cravos com a mesma eficácia. Para cuidar da pele corretamente é recomendado que se siga uma rotina com produtos indicados por um dermatologista.

Por ser a fase primária da acne, os cravos aparecem com mais frequência no período da adolescência, e se inicia, entre as mulheres, por volta dos 8-13 anos. Devido à fatores hormonais, homens possuem predisposição maior para pele oleosa, porém, nos últimos anos, reclamações de acnes entre mulheres adultas têm crescido. 

De acordo com a Dra. Ana Lívia, há controvérsias se alimentos podem realmente levar à cravos e espinhas, mas sabe-se que alimentos hiperglicêmicos, como doce e carboidratos, quando consumidos em excesso, podem aumentar a oleosidade da pele.

Como combater os cravos?

Ana Livia explica que a limpeza no rosto, duas vezes ao dia, de preferência pela manhã e noite com o sabonete indicado para o tipo dele é de uma importância para o combate dos cravos. “Além disso, uso de tônico, que ajuda na limpeza, regula o PH da pele e diminui a obstrução dos poros. A pessoa deve também utilizar produtos que controlem a oleosidade ou até mesmo hidratantes específicos para pele oleosa”.

A especialista lembra que o ideal é sempre a avaliação de um dermatologista para indicar os melhores produtos. “Também é importante para quem gosta de maquiagem nunca dormir com o produto no rosto, sempre limpar a pele antes de dormir, senão pode obstruir os poros e levar ao quadro de acne”.

Métodos

Um produto que se popularizou recentemente é o sugador de cravos. A máquina puxa os cravos da pele por meio da sucção. Porém, a Ana Lívia recomenda cuidado na hora de utilizar o aparelho. “Ele causa uma agressão local, o que leva ao aparecimento de pequenos vasos sanguíneos. Um bom creme prescrito por um dermatologista para a diminuição dos poros pode ajudar mais”, conta especialista em dermatologia.

Máscaras faciais, embora possuam benefícios para o controle da limpeza da pele, não funcionam da mesma maneira em todos os tipos de pele. “Elas possuem uma capacidade variável de limpeza, e pessoas com a pele sensível precisam tomar cuidado na hora de retirá-las, pois podem machucar e provocar o efeito reverso do desejado. Uma máscara recomendável é a de carvão ativado, que ajuda na diminuição da oleosidade”, explica a médica.

O carvão ativado é um produto de origem vegetal, feito a partir da queima de materiais como madeira e casca de coco. Muitos produtos dermatológicos já o possuem em sua fórmula, porém é possível também comprá-lo sozinho, em pó. A máscara é extremamente porosa, o que facilita a absorção de toxinas da pele, e se mostra eficiente contra cravos. Além disso, ainda contribui à efetividade de cremes faciais.

Caso os cravos não sejam removidos, podem infeccionar e gerar espinhas. Nesse caso, é recomendado procurar um dermatologista, pois, em casos graves, pode ser necessário o uso de remédios.

Leia também: 7 dicas para evitar a maskne, acne causada pelo uso de máscara

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This div height required for enabling the sticky sidebar