Casamento, um eterno aprendizado! - Mulher Conectada

Casamento, um eterno aprendizado!

Olá conectadas, vamos falar um pouquinho sobre vida a dois?!
Claro que cada relacionamento é único e nem tudo que vale para um casal, vale para outro, no post de hoje uso como base o meu próprio casamento que completa 12 anos nesse mês de abril.
Não é fácil manter uma vida a dois, existem brigas, opiniões diferentes, responsabilidades, pressões diárias, problemas, mágoas e quando se tem filhos é ainda mais complicado manter a harmonia sempre.



Muitos casais acabam optando pela separação por não conseguir lidar com essa rotina do casamento, aqui em casa por exemplo a rotina é bem louca, são 4 filhos, maridón tem que ralar e muito pra manter a casa e eu tento conciliar a rotina da casa, filhos, trabalho, estudo, blog... ufa!
Quando se é da classe trabalhadora então, Jesus!
Não tirando o mérito de ninguém ta gente, mas temos que ser realistas, vivemos em um mundo que gira em torno do dinheiro, e no Brasil é ainda mais difícil manter uma casa, trabalhar muito e ainda não poder pagar uma empregada, uma babá, a rotina fica sobrecarregada e se não pensarmos com cuidado nas palavras ditas e atitudes tomadas, o casamento acaba virando uma tortura.

Nesses 12 anos de casamento, já sofremos e muito com palavras que magoaram, com atitudes que machucaram, e hoje ainda estou aprendendo com cada dia vivido, não sei o dia de amanhã e não sei até quando vai durar, mas hoje eu desejo que dure pra vida inteira.

O que eu aprendi até hoje?

Aprendi que temos que dar o braço a torcer, que ninguém é perfeito, que todos nós erramos e que quando existe amor pelo outro o perdão é necessário, temos que aprender com os erros e não insistir nos mesmos erros, não dá pra viver de previsões, ninguém tem o poder de ler mentes, é preciso conversar, é preciso dizer o que está magoando e ambos refletirem no que pode ser melhorado.
Tem horas que é preciso ficar em silêncio, deixar a raiva passar, respeitar o momento do outro, eu sempre tive um defeito muito grande de falar demais ( na verdade nós mulheres falamos muito mesmo) e isso já foi motivo de muita briga feia por aqui, marido nervoso e eu falando na cabeça só piora a situação, hoje tento não falar ( as vezes ainda falo ) mas sei que preciso ainda melhorar isso, quando estou nervosa meu marido me deixa quietinha no meu canto porque sabe que falar na hora da raiva não vai resolver, ele me ensinou isso, e de fato funciona, espere a poeira baixar, converse no outro dia, mas  nunca diga nada na hora da raiva para não se arrepender depois.
Elogie, agrade, tanto mulheres quanto homens precisam disso, ser elogiado e saber que o que você faz é reconhecido pelo outro é muito bom.
Saia para dançar, caminhar, comer, beber... saia para fazer qualquer coisa, mas saia!
Eu sei que trabalhar, estudar, cuidar da casa, filhos, cansa, e cansa muito, por muitas vezes só queremos ficar em casa, descansar, o perigo é deixar que esse cansaço tome conta da rotina a dois e quando você se der conta já não sai mais, já não namora mais, e quando digo "sair" eu falo de um programa a dois, sem os filhos, um momento só seu e do seu marido, nem que seja pra assistir um filminho enquanto as crianças estão no colégio, ou na casa da vó, tia, madrinha!
Por muitos anos eu me preocupei demais com casa e filhos, mesmo meu marido sempre me chamando para sair só eu e ele, mesmo ele me dizendo que eu tinha que cuidar de mim também, eu não saia, não me cuidava, não vivia, tudo era casa e filhos.
Mas os filhos crescem, criam asas,voam, e você ?
Você envelhece e não pode voltar no tempo, então não pode deixar de viver hoje. momentos que só vão fortalecer seu casamento e que se tornarão lembranças lindas para ser relembradas na velhice ao lado do seu companheiro.
Hoje aprendi a ouvir mais, passei a sair com meu marido sem as crianças, a pensar mais em mim e consequentemente me cuidar mais, aprendi que não sou menos mãe por permitir que as crianças passem mais tempo com os avós, que não sou menos mãe por reservar momentos só pra mim e meu marido, não sou menos esposa por  sair só com as amigas para colocar o papo em dia, aprendi que não sou menos dona de casa por não me estressar mais com aquela bagunça de todos os dias, aprendi que eu nunca vou dar conta de tudo e que isso não é motivo para perder o sono, aprendi que ainda tenho muito que aprender, que errar, que corrigir.
Aprendi que não da pra viver de comparações, que o que os outros falam, opinam, apontam, não interessa!
Somente você sabe o que você vive dentro da sua casa, somente você sabe o que já passou e enfrentou durante todo o tempo junto do seu marido, e cabe somente a vocês dois decidirem a vida de vocês.

Lembrando claro que o que estou compartilhando aqui é o meu ponto de vista, a minha experiencia, independente da rotina, o respeito e o caráter tem que prevalecer, e agressão física por exemplo é algo inaceitável em qualquer relação, ok!

Quando se chatear com algo,  coloque na balança as coisas boas, eu por exemplo sempre reclamei muito, da bagunça, da toalha molhada na cama, das coisas fora do lugar, do vídeo game, e quando fui colocar na balança, as coisas boas ganharam, marido continua bagunceiro e adora jogos, mas também trabalha muito para sustentar a casa, é um paizão, educa, corrigi, ama e nunca deixou faltar nadinha para as crianças e nem pra mim, me apoia, me ajuda, me faz rir, me dá coragem para fazer as coisas que não fazia por medo, como dirigir, saltar de tirolesa, acampar na areia da praia... pra vocês terem noção escrever esse post me fez ver ainda mais as qualidades do maridón, tente você também colocar no papel cada coisa boa que você viveu com seu love e não de tanta importância para os defeitos que fazem parte da gente e temos que aprender a lidar com esses defeitos.

Casamento não é uma prisão, casamento é amadurecer juntos, é crescer e aprender juntos, é reconhecer que não se está sempre certo, é estar junto por amor e não por obrigação, é ter um companheiro pra balada, pra viajar, é ter um companheiro pra vida.
É saber que não está sozinho, dormir e acordar todos os dias ao lado de alguém e ficar feliz por isso.

Não! Não existe casamento perfeito, mais um eterno aprendizado e a escolha entre viver feliz com quem está ao seu lado olhando sempre o copo meio cheio ou viver brigando e reclamando do copo meio vazio, são questões de escolhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário