Colágeno e seus benefícios para a pele - Mulher Conectada

Colágeno e seus benefícios para a pele

Olá conectadas, tudo bem? 
Fazia um tempinho que andava relaxada com minha pele, na verdade a correria é tanta  por aqui que fica difícil mesmo conciliar, porém essa semana voltei ao consultório da minha dermatologista e resolvi começar do zero, e entre os diversos produtos indicados pela dermatologista para cuidados da pele está o colágeno, tenho 34 anos e já tinha conhecimento dos benefícios que o colágeno trás para pele, porém ainda não consegui seguir à risca todos os cuidados que minha dermatologista prescreveu (ela puxou minha orelha por isso), hoje vim compartilhar com vocês um pouquinho sobre e deixar como dica pra vocês balzaquianas redobrarem nos cuidados para uma pele mais lisinha, porque ninguém merece linhas de expressões né!?


Não basta ser mulher, tem que começar a perder colágeno a partir dos 25 anos, consequentemente os cuidados tem que ser redobrados, eu aqui em casa olho para meu marido com 36 anos e cara de 25 e eu com 34 e cara de 40, me sinto injustiçada pela natureza, pois bem, hora de reverter a situação tomando certinho meu colágeno de todo dia, hihi.
Cuidar da pele desde cedo é essencial e lógico o mais indicado para quem deseja manter uma aparência sempre jovem e saudável, eu nunca tive esse acesso que temos hoje as novidades e produtos, na minha "época" minha preocupação era tudo, menos usar protetor solar e cremes para cuidados da pele, hoje com todo meu conhecimento que adquiri durante os anos e com todo esse acesso ao que há de mais novo no mercado, já oriento minhas filhas à desde cedo cuidar da pele, ainda mais morando em um lugar tão quente como o estado do MS.
  
O que é o colágeno e quais são suas funções? 

O colágeno é um dos principais componentes da pele, uma proteína produzida naturalmente pelo corpo, mas, a partir dos 25 anos de idade, as mulheres perdem cerca de 1% ao ano, o que provoca rugas e flacidez na pele, o colágeno compõe a maioria dos tecidos e órgãos do corpo humano, está presente na pele, cartilagens, ossos e tecido conjuntivo. Ou seja, é produzido naturalmente pelo corpo, mas também pode ser encontrado em alimentos como carne e gelatina, por exemplo, além de em cremes hidratantes e nos (hoje, famosos) suplementos alimentares (em cápsulas, em pó, entre outras formas).



Benefícios do colágeno

O colágeno tem inúmeros benefícios, dentre eles: a função de contribuir com a resistência e estrutura para todo o organismo, além de proporcionar elasticidade aos tecidos, dando firmeza para pele, unhas, cabelos, cartilagem e tendões.
Em cada parte do corpo, o colágeno irá atuar de uma maneira:

Nos ossos, permite a firmeza.
Nas articulações, ele atua como lubrificante dando a elasticidade articular.
Nos tendões, dá rigidez e força.
Atua no fortalecimento dos ossos, articulações, unhas e cabelos.
Atua na melhora da elasticidade da pele, contribuindo para a melhora da aparência da celulite.
Contribui ainda para a perda de peso, pois promove maior saciedade.

Por tudo isso, o colágeno é visto como um grande aliado da beleza, combatendo, inclusive, o envelhecimento precoce.

Quando a reposição de colágeno é indicada?


A partir dos 30 anos de idade, ocorre uma redução gradual na produção de colágeno pelo corpo humano, a partir dessa idade, os músculos ficam mais flácidos, a densidade dos ossos é reduzida e as articulações e os ligamentos perdem elasticidade e força motora.
Já aos 50 anos, a produção diminui drasticamente e chega apenas a 35% da sua produção total.As mulheres sofrem um pouco mais com essa perda na produção de colágeno, devido à produção diminuída do hormônio estrogênio na menopausa. Então se faz necessária uma alimentação saudável com bastante fontes de proteínas, além de exercícios físicos e, muitas vezes, a suplementação, visando assim estimular a produção do colágeno no nosso corpo.
Não existe regra, mas, de um modo geral: pessoas que possuem uma alimentação deficitária do ponto de vista proteico, atletas e pessoas muito expostas a agentes que aceleram o processo de degradação das fibras colágenas são beneficiadas com a suplementação do colágeno hidrolisado.

Fatores que aceleram o desgaste da pele:

exposição excessiva ao sol;
cigarro;
poluição;
herança genética;
alterações hormonais;
a alimentação desequilibrada;
o estresse.

Alimentos que são fonte de colágeno

Os alimentos mais ricos em colágeno são aqueles de origem animal, como carnes vermelhas ou brancas, e as gelatinas incolores (que possuem menos toxinas).
Exemplos:
Carnes vermelhas;
Frango sem a pele
Peixes;
Ovos;
Leites e derivados como iogurtes (de preferência os menos gordurosos);
Queijos brancos (cottage);




Como repor colágeno no caso de vegetarianos?

No caso de pessoas vegetarianas, é extremamente importante realizar um acompanhamento com um profissional da saúde, para que uma dieta equilibrada e saudável seja prescrita.
Uma das formas mais eficazes para se obter o colágeno nesses casos é uma dieta rica em proteínas vegetais e alimentos fontes de vitamina C (que auxiliará na melhor absorção desses nutrientes)

As melhores fontes vegetais, são:

Cereais (milho, trigo, aveia, arroz, quinoa etc.)
Leguminosas (lentilha, feijões, soja, grão de bico, ervilha etc.)

O primeiro passo para uma boa produção de colágeno é manter uma alimentação bastante diversificada, rica em alimentos de fonte integral, selênio (castanha do Brasil), zinco (semente de girassol), vitamina C ( laranja, acerola) e vitamina E (amêndoas)

Suplementação com colágeno

Atualmente, a suplementação de colágeno apresenta-se de várias formas: em pó, balas, chocolates, shakes, gelatinas, chás, iogurtes e cápsulas, lembrando que a forma mais eficaz e eficiente deve ser sempre orientada por um profissional habilitado, e respeitando sempre a necessidade de cada indivíduo.

Estudos comprovam que a forma em pó hidrolisada é a mais eficaz (cerca de 90% é absorvida), isso facilita a manter uma pele firme, devido ao processo de hidrólise. Uma pequena quantidade do produto contém uma maior concentração de colágeno puro e ele será totalmente absorvido pelo organismo. Uma das formas menos eficientes é a gelatina, que contém baixa concentração de proteína, além disso, é rica em açúcares, corantes e aditivos químicos.

Quando o consumo é em cápsulas, recomenda-se tomar uma ou duas cápsulas por dia, juntamente com um copo de água.

Um detalhe é que: por mais que existam alguns cosméticos com colágeno em suas formulações (ou seja, para uso tópico), são as versões orais as mais eficientes, por agirem de forma progressiva na camada mais profunda da pele.

E você? Já usou produtos com colágeno? O que achou? Compartilhe sua experiência nos comentários, caso ainda não tenha usado não se esqueça de passar primeiro em um profissional que irá indicar o suplemento ideal para você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário